LEGIONELLA melhorsaude.org melhor blog de saude

LEGIONELLA 2017: SINTOMAS CAUSAS E PERIGO DE MORTE!

Legionella 2017: Quais os sintomas, causas e perigos? Com novos casos de infeção por Legionella urge informar quais os perigos, causas e sintomas causados por esta bactéria que vive na água.  Neste artigo descrevo informação relevante de fontes como a European Centre for Disease Prevention and Control. Tool kit for Legionella outbreak, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e  pela Direção Geral da Saúde (DGS).

Neste artigo vou responder ás seguintes questões:

  • Legionella: Como surgiu o nome?
  • Qual a classificação científica?
  • Legionella: O que é?
  • Aerossol: O que é?
  • Contágio: Como ocorre?
  • Doença dos Legionários: O que é?
  • Quem corre mais perigo?
  • Legionella: Quais os sintomas?
  • Quais as causas?
  • Qual o tratamento?
  • Complicações: Quais as mais comuns?
  • Quais os sinais de melhoria com o tratamento?
  • Quais os sinais negativos durante o tratamento?
  • Como fazer a prevenção?

EBOOKS + ARTIGOS EM PDF + VIDEOS + 100 RECURSOS

Por vezes, num minuto, encontramos uma informação tão preciosa que muda a nossa vida e saúde de forma extraordinária!

You have Successfully Subscribed!

Legionella: Como surgiu o nome?

Em 1976, durante uma convenção da American Legion, num hotel em Filadélfia, a infeção por uma bactéria provocou 34 mortes e pneumonias graves em 221 participantes. Assim, esta bactéria foi denominada Legionella pneumophila e a doença ficou conhecida por “Doença dos Legionários”.

Classificação científica da Legionella:

O género Legionella é um grupo de bactérias Gram-negativas patogénicas, que inclui a espécie Legionella pneumophila, que causa a doença do legionário e uma doença semelhante a gripe denominada febre de Pontiac.
  • Nome científico: Legionella
  • Domínio: Bactéria
  • Filo: Proteobacteria
  • Classe: Gammaproteobactéria
  • Ordem: Legionellales
  • Família: Legionellaceae
  • Género: Legionella; Brenner et al. 1979
  • Classificações inferiores: Legionella pneumophila, Legionella longbeachae, Legionella erythra

Legionella melhorsaude.org melhor blog de saude

Legionella: O que é?

A bactéria Legionella é um microrganismo omnipresente no meio aquático e, de acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), pode existir em reservatórios naturais, tais como:

  • Rios
  • Lagos

Reservatórios artificiais, principalmente locais onde se formem aerossóis com  facilidade, tais como:

  • Sistemas de água doméstica (quente e fria),
  • Humidificadores,
  • Torres de arrefecimento de sistemas de condicionamento de ar,
  • Jacuzzis,
  • Piscinas,
  • Instalações termais,
  • Águas sujas paradas e
  • Fontes decorativas (repuxos, por exemplo).

Legionella melhorsaude.org melhor blog de saude

Aerossol: O que é?

Aerossol é uma suspensão de partículas muito finas sólidas ou líquidas num gás. Os aerossóis tanto podem ter origem natural como artificial. Alguns exemplos de aerossóis são:

  • Smog
  • Fumo (gás com suspensão de partículas sólidas)
  • Névoa (gás com suspensão de partículas líquidas. No caso da Legionella as gotículas de água estão contaminadas com a bactéria. É esta névoa, quando inalada, que causa a infeção).

Em 1929, foi registada uma patente pelo inventor e engenheiro norueguês Erik Rotheim que especificava a utilização de recipientes de pressão incorporados com uma válvula que servia para espalhar um produto em forma de vapor, que se designava nebulizador.

Os aerossóis têm variadas aplicações tecnológicas. como exemplos temos:

  • Spray (como descongestionantes nasais),
  • Dispersão de pesticidas,
  • Tratamento médico de doenças respiratórias como asma,
  • Tecnologias de combustão.

A ciência dos aerossóis abrange uma ampla gama de campos, tais como a produção de aerossóis, a aplicação tecnológica destes e os seus efeitos sobre o meio ambiente e seres que nele habitam.

Contágio por Legionella: Como ocorre?

legionella melhorsaude.org melhor blog de saude

Quando a temperatura (entre 20 e 45°C) e a presença de depósitos (ferrugem, lodo, matéria orgânica) nos ambientes atrás referidos podem suportar o crescimento bacteriano vão favorecer a multiplicação rápida da bactéria Legionella.

Legionella pode causar doença quando uma pessoa inala ou aspira gotículas de água suspensas no ar que contenham Legionella em quantidade suficiente e com características de virulência (existem várias espécies de Legionella). A maioria dos casos de doença é provocado pela Legionella pneumophila, enquanto os restantes são causados por outras espécies de Legionella.

Legionella onde vive melhorsaude.org melhor blog de saude

É de salientar que a infeção não é transmitida de pessoa para pessoa nem através da ingestão de água contaminada mas sim pela inalação de goticulas com a bactéria que se aloja no pulmão.

É particularmente grave para os doentes crónicos, homens e fumadores.

Doença dos Legionários: O que é?

Legionella melhorsaude.org melhor blog de saude

A infeção por Legionella pneumophila pode provocar a febre de Pontiac (com sintomas semelhantes a uma gripe e geralmente pouco severa) e a doença dos Legionários, a manifestação mais grave de infeção por Legionella pneumophila e que consiste num tipo de pneumonia potencialmente fatal.

Quem corre mais perigo?

Qualquer pessoa pode ser infetada  mas existem fatores tais como a idade, o sexo, os hábitos fumadores e algumas doenças que aumentam o risco:

  • Idade: A infeção atinge especialmente pessoas com mais de 50 anos e é rara entre crianças
  • Sexo masculino: A infeção afeta duas a três vezes mais homens do que mulheres
  • Doença pulmonar
  • Fumador
  • Doença crónica (diabetes, insuficiência renal, cancro, alcoolismo)
  • Doença que comprometa a imunidade
  • Doença que implique realizar quimioterapia ou tomar medicação com corticoides.

Sintomas de infeção por Legionella pneumophila: Quais são? 

Legionella melhorsaude.org melhor blog de saude

O período de incubação varia entre 2 a 10 dias e, a nível geral, decorridos cerca de 5 a 6 dias depois de se terem inalado as bactérias presentes nas gotículas de água podem surgir os primeiros sintomas.

A infeção pode causar sintomas como:

  • Tosse,
  • Calafrios (arrepios de frio),
  • Dificuldades respiratórias,
  • Dores musculares,
  • Febre alta
  • Sintomas gastrointestinais como diarreia e vómitos.

A pneumonia surge normalmente de forma aguda, podendo conduzir a insuficiência pulmonar e morte.

Tratamento da infeção por Legionella: Qual o melhor?

Legionella Tratamento melhorsaude.org melhor blog de saude

O tratamento de Legionella pneumophila consiste na administração de antibióticos e, em casos mais graves, torna-se necessário que o doente seja internado numa unidade de cuidados intensivos (UCI).

O tratamento da pneumonia causada pela Legionella Pneumophila, geralmente, é feito em internamento no hospital, durante 7 a 10 dias, com a injeção de antibióticos prescritos pelo médico, tais como:

  • Ciprofloxacina;
  • Azitromicina;
  • Levofloxacina;
  • Gemifloxacina;
  • Trovofloxacina;
  • Eritromicina.

A infecção por este tipo de bactéria é muito grave e, por isso, muitas vezes, o doente precisa de ser internado na unidade de cuidados intensivos (UCI) para manter os sinais vitais constantemente avaliados, de forma a identificar rapidamente se o antibiótico está a conseguir eliminar a bactéria responsável pela doença.

Além disso, o tratamento normalmente também envolve o uso de máscara de oxigénio contínua para reduzir outros sintomas da doença como dificuldade respiratória e falta de ar, provocadas pela acumulação de secreções nos pulmões.

Complicações: Quais as mais comuns?

As complicações da Legionella surgem quando o tratamento da pneumonia não é iniciado o mais rapidamente possível e incluem:

  • Agravamento da pneumonia,
  • Aparecimento de insuficiência respiratória,
  • Morte em casos mais extremos.

Sinais de melhoria: Quais são?

Os sinais de melhora da pneumonia causada pela Legionella Pneumophila incluem:

  • Diminuição da febre,
  • Diminuição das dores no peito,
  • Diminuição das dores de cabeça,
  • Diminuição da falta de ar,
  • Diminuição da dificuldade em respirar.

Sinais negativos: Quais são?

Os sinais negativos mais comuns quando o tratamento não é iniciado rapidamente ou o antibiótico não está a ser eficaz contra a bactéria, incluem:

  • Aumento da febre até 40ºC,
  • Aumenta a dificuldade em respirar e da falta de ar,
  • Assim como piora da dor no peito.

Controlo e prevenção da infeção por Legionella: Como se faz?

Legionella melhorsaude.org melhor blog de saude

O diagnóstico precoce e a deteção e descontaminação da fonte de infeção na origem dos casos de infeção são medidas necessárias para controlar e prevenir a doença.

Em termos de medidas preventivas, a DGS dá as seguintes recomendações em caso de surto:

  • Devem ser evitados os duches, jacuzzis e hidromassagens enquanto a fonte do problema não for identificada
  • As cabeças dos chuveiros devem ser desinfetadas por imersão em solução com lixívia, durante cerca de 30 minutos, uma vez por semana, como medida de precaução
  • Nos termoacumuladores, a água deve estar regulada para temperaturas acima dos 75ºC
  • A água da rede pública pode continuar a ser consumida

Concluindo

A Legionella é uma bactéria, muito perigosa,  presente em meio aquático, mas necessita, geralmente, de alguma estagnação de água durante alguns dias para se desenvolver em quantidade que se revele patogénica.

Assim deve ter imenso cuidado com todo o tipo de utilização de águas paradas/estagnadas e num exemplo mais corrente com  chuveiros ou torneiras que não sejam utilizados há algum tempo. Nesses casos será de extrema importância, antes da utilização, deixar correr água quente durante alguns minutos e só depois utilizar para o banho ou até para beber.

Embora a doença não seja transmitida por beber água contaminada com a bactéria outros microrganismos patogénicos podem estar presentes e originar problemas de saúde.

Quanto à contaminação em meio hospitalar ou junto a qualquer instalação industrial nada podemos fazer além de exigir publicamente todo o cuidado na manutenção dos equipamentos susceptiveis de criar aerossóis perigosos… e “rezar” para não ter o azar de passar no local errado à hora errada…!

Fique bem!

Franklim Fernandes

Bibliografia:

POR FAVOR PARTILHE ESTE ARTIGO

Outros artigos de interesse:PNEUMONIA melhorsaude.org melhor blog de saude

Gripe ou constipação melhorsaude.org melhor blog de saudeSinusite melhorsaude.org melhor blog de saude